Comerciantes ainda reticentes com a situação da Visconde

http://www.parana-online.com.br/noticias/index.php?op=ver&id=193101&caderno=3

Ligia Martoni [04/03/2006]

A permissão concedida pela Prefeitura de Curitiba de estacionamento aos sábados na Avenida Visconde de Guarapuava, no trecho em que as vagas foram transformadas em pista, não contentou os comerciantes locais. Foi o que disseram ontem, depois da audiência realizada na Câmara de Vereadores, reunindo conselhos e entidades ligados ao urbanismo e dos lojistas, além de comerciantes e vereadores que estão assumindo a causa.

Para o representante dos comerciantes, Moisés Lanza, proprietário da Fogos Lanza, o ideal é que fosse testado o estacionamento periódico – entre 9h e 17h, conforme propõem os comerciantes – e, então, estudado o impacto social e econômico. “Liberar o estacionamento aos sábados não resolve nada. Nós sobrevivemos dos dias de semana. Estamos indignados da mesma forma”, colocou.

Para Lanza, é positiva a proposta da Prefeitura de reunir uma comissão que avalie os impactos da retirada das vagas de estacionamento do ponto de vista social e econômico, conforme foi proposto anteontem em uma reunião com o secretário de governo municipal, Maurício Ferrante. “Mas os estudos e a audiência pública deveriam ter vindo primeiro para, depois, ver o que aconteceria. Foi tudo ao contrário. O grande pecado que a Prefeitura cometeu foi só analisar o tráfego da Visconde, e não o que isso acarretaria depois”, critica. Por isso, eles defendem que, enquanto a comissão trabalha, em vez de ficar como determina a nova medida, sem estacionamentos durante a semana, deve-se testar com a proposta de estacionamento periódico. “A gente gostaria que fizessem um teste com estacionamento periódico e, paralelamente, o estudo.”

Outra reivindicação é que o prefeito Beto Richa intervenha pessoalmente no assunto. “Até agora não fomos ouvidos diretamente por ele. Acredito que terá mais sensibilidade com a nossa causa.” Durante a reunião, chegou-se a cogitar ainda a liberação do estacionamento em apenas uma das pistas, mas os comerciantes não acataram a possibilidade.

Dados oficiais

A vereadora Roseli Isidoro, que convocou ontem a audiência pública, disse que na próxima terça-feira a comissão de urbanismo deve se reunir para pontuar pedidos a serem encaminhados ao prefeito Beto Richa. “Solicitaremos informações oficiais, como o ato formal que pautou a Prefeitura em adotar a medida em caráter de urgência e os estudos técnicos que resultaram na retirada das vagas de estacionamento”, afirma.

O secretário de governo, Maurício de Ferrante, não participou da audiência, mas encaminhou um ofício apresentando os resultados da reunião de anteontem com os comerciantes. “Deu conta de mostrar as propostas que a Prefeitura apresenta. Dentro da expectativa, a gente atingiu o objetivo, mas de certa forma frustrado da minha parte, já que esperava uma representação da Prefeitura”, lamenta a vereadora.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s