Usuários criticam Urbs por alteração em linha de ônibus

Roger Pereira [18/03/2006]
http://www.parana-online.com.br/noticias/index.php?op=ver&id=195865&caderno=3

Os usuários da linha de ônibus Júlio Graff, que faz o trecho Vista Alegre – Praça Tiradentes, estão insatisfeitos com a mudança de ônibus ocorrida nesta semana. Por determinação da Urbs, a linha está circulando, desde segunda-feira, com ônibus do tipo “micro especial”, menores que o convencional e sem cobrador. O motivo da troca, segundo a Urbs, foi o fato de os ônibus antigos circularem, na maioria das vezes, com grande capacidade ociosa.

No entanto, um problema está ocorrendo em horários específicos, que coincidem com a troca de turno dos funcionários da indústria Trombini, quando dezenas de trabalhadores utilizam a linha. O aposentado Francisco João, que reside próximo ao ponto final do ônibus, concorda que a linha fica vazia durante boa parte do dia, mas reclama que, no início da manhã e por volta das 15h, os veículos, com capacidade para 70 passageiros, ficam superlotados. “Além disso, alguns motoristas se embaralham por terem que trabalhar como cobradores, o que acaba atrasando”, lembrou.

Entre os funcionários da Trombini, a indignação é ainda maior. “O ônibus parece uma lata de sardinha, tem dias que ele pára aqui e não dá para todo mundo entrar, aí, tem-se que esperar mais 25 minutos”, comentou Daniel Ayub, que sai da empresa às 15h e pega o ônibus às 15h10. “A gente sai cansado do trabalho e tem de viajar em pé, apertado, porque não tem lugar para todo mundo no ônibus. Às vezes vale mais a pena andar 20 minutos para pegar o Inter II em Santa Felicidade”, comentou seu colega Sebastião Dodó. “E ainda acontece de o ônibus ter de passar direto por outros pontos, deixando passageiros para trás, por estar muito cheio”, completou.

E foi exatamente isso que aconteceu, na tarde de ontem, com o corretor de imóveis Sérgio Mendes. Esperando pelo ônibus no ponto em frente à Paróquia Bom Pastor, cinco pontos após a Trombini, Sérgio viu o motorista simplesmente passar direto pelo ponto. “Eles querem economizar e acabam prejudicando a população. Agora eu chego atrasado no meu compromisso simplesmente porque o ônibus não parou no ponto”, reclamou.

A Urbs salientou que já dá uma atenção especial aos trabalhadores da Trombini com um desvio da linha Santa Felicidade, às 7h20 da manhã, e uma linha “Especial Trombini”, às 23h10. Quanto aos novos ônibus, a Urbs informou que vai fazer uma verificação especial na linha na próxima semana e, se algum problema for detectado, a mudança poderá ser revista.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s