Paremos o Tarifaço!

Em abril passado, um conjunto de ativistas anônimos promoveram uma ação no metrô de Madri contra o aumento do valor da tarifa do transporte público. Como mostra uma matéria do jornal espanhol El País (25/04/2012), nove linhas de metrô foram detidas sincronizadamente através do freio de emergência, afetando em torno de 8000 pessoas. Todos os trens estavam parados nas estações, o que não colocou em risco ninguém. Segue a carta traduzida do movimento.

Paremos o Tarifaço!

Comunicado sobre a parada do metrô de Madri durante a manhã de 25 de abril de 2012

No dia de hoje, um grupo de pessoas decididas a atuar contra o aumento abusivo das tarifas do transporte público, fizemos soar os alarmes de dezenas de trens do metrô de Madri, para deter durante alguns minutos a atividade em todas as suas linhas. Com esta ação queremos demonstrar que não estamos dispostos a aceitar que nos privem o acesso a uma necessidade básica como nos movermos pela cidade que vivemos, e que faremos o que seja necessário para frear este escandaloso e intolerável incremento dos preços.

O tarifaço chega, ademais, enquanto vivemos uma situação laboral e social dramática: a metade da juventude não tem trabalho, o despedimento é livre, as moradias inacessíveis, somente em Madri 25 famílias são expulsas a cada dia de suas casas por não poderem pagar ao banco, 1500 jovens emigram a cada semana em busca de um futuro fora daqui, tudo aquilo que poderíamos considerar minimamente comum está sendo destruído, estamos regressando a condições laborais de décadas atrás, com situações de exploração perto da semi-escravidão, e a repressão na rua começa a assemelhar-se a das épocas escuras da nossa história recente. E agora querem que paguemos o dobro por usar um meio que a maioria (entre aqueles que temos a “sorte” de ter um emprego) necessitamos para chegar a cada manhã ao lugar no qual perdemos as melhores horas de nossas vidas, produzindo benefícios que não são para nós, em troca de salários miseráveis que cada vez dão para menos, e cuja maior parte é sempre para o banco. Basta. Não aceitaremos nem um centavo desta subida porque não podemos.

A ação de hoje é apenas a primeira. Não vamos parar de atuar coletivamente até que o reajuste da tarifa seja retirado e comece uma baixa progressiva dos preços até que o acesso de todas as pessoas ao transporte público esteja garantido; coisa que, obviamente, não é o fim desta subida, que proíbe de fato o uso do transporte público a uma grande parte daqueles que vivemos nesta cidade

Instamos, ainda, a tod@s @s cidadã@s de Madri que empreendam a ação coletiva, a desobediência e a mobilização nas ruas, para que entre todos demonstremos que não pagaremos a tarifa deles, que esta é nossa cidade e que este é o nosso metrô, e que sem nós ele não são nada.

Não ao TARIFAÇO!
A sua crise nós não pagaremos!

(o link deste comunicado está no jornal)

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Paremos o Tarifaço!

  1. Procurei este tal de movimento Passe Livre; paginas complicadas. vcs lutam apenas pelas tarifas de transportes? estamos na frente com.1-luta contra gastos publico no futebol.2-impunidade na politica e os criminosos. 3- impedimento de:Renan Calheiros,Romero Jucá,Tião Viana,Henrique Alves.4-Prisão para os mensaleiros condenados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s