Contra O Tarifaço : Congelamento Já!

O contexto do TARIFAÇO 2014.

Image
Um novo contexto atinge a luta CONTRA O TARIFAÇO 2014.
Na nova realidade, a população observa com atenção os resultados das revoltas de junho de 2013.
Percebe-se que nunca um prefeito teve em mãos tamanha quantidade de provas materiais da falência do Transporte Coletivo Modelo. Entretanto, acidentes, problemas de segurança, superlotação, planilhas forjadas, licitação fraudulenta, descumprimento de contrato e lockout não são suficientes para gerar uma atitude por parte do prefeito.

Novas negociatas da “Mobilidade Urbana”.
Em termos de negociatas, a mobilidade urbana continua sendo o grande filé. A diferença é que agora há disputa entre cartéis: a máfia do busão deve perder parte de seu mercado cativo pela ação da máfia das empreiteiras, através da PPP do Metrô. A licitação fraudulenta dos ônibus significou a maior negociata de Curitiba nos últimos 50 anos (aproximadamente R$8,5Bi*). Já a negociata do metrô de cara demonstra a ganância do novo cartel, devendo superar este valor em 50%, embora sirva apenas a uma pequena faixa da cidade! Este novo cartel tem grande sofisticação devido a sua integração com cartéis históricos da indústria eletromecânica: Siemens e outras indústrias já negociam e fatiam mercado há mais de 100 anos. Enfim, o Transporte Coletivo – filé da mobilidade urbana – deveria render mais de R$ 8,5 Bi nas próximas 3 décadas somente para a máfia do busão, mas a entrada da máfia das empreiteiras deve majorar esta receita em 100% ou mais, dependendo apenas do furor pelo lucro. Como sabemos, almoço grátis não existe e a conta será paga diretamente pelo usuário, no preço da passagem, ou pelo usuário, através de subsídios que corroem o orçamento público e cortam os serviços sociais como saúde, educação, moradia, etc… (o “gratuísmo”).
Enfim, se correr o bicho pega e se ficar o bicho come. Por outro lado, coletivamente podemos enfrentar o bicho.

A conexão Metrô-Tarifaço.
Naturalmente, a prefeitura fechou as portas para um projeto de Tarifa Zero Popular colocado na PPP do Metrô. O PPPop-TZ (Parceria Público Popular do Tarifa Zero) foi barrado e sequer foi apresentado na audiência pública. Suas propostas iam da discussão do financiamento do sistema até a sua forma de operação, através de instâncias decisórias construídas pela base popular. É evidente que um projeto neste nível causou o desespero das forças interessadas somente no “negócio da mobilidade urbana”. De forma injustificável, a prefeitura desclassificou o projeto para dar espaço a empresa Triunfo, concedendo-lhe irregularmente um crédito de R$ 3 milhões. São os tempos obscuros promovidos pelas “engenharias financeiras”.
Mas isto não é óbice para nossa luta!

Metrô sim, mas só depois do Tarifa Zero.
O PPPop-TZ apresentado na PPP do Metrô introduz o Tarifa Zero POPULAR como um verdadeiro MODAL DE TRANSPORTE. O modal de metrô proposto por Ducci e continuado por Fruet atinge apenas uma pequena faixa da cidade, sobrepondo um eixo de transporte que já existe. Enfim, não se acrescenta praticamente nada. Já o PPPop-TZ impactaria radicalmente sobre a mobilidade urbana de TODA A CIDADE. Ademais, é preciso compreender que o PPPop-TZ não é incompatível com o Metrô, podendo ser construído dentro de uma realidade de TARIFA ZERO. Entretanto, a execução do projeto no formato atual significará mais pedágio urbano, maior custo na passagem e o que é pior: o sepultamento de um projeto racional de TARIFA ZERO no médio/curto prazo.

Nossa estratégia para 2014.
Na campanha contra o tarifaço 2014 faremos a discussão de um Tarifa Zero Popular e, dentro da linha do PPPop-TZ, demandamos inicialmente o CONGELAMENTO definitivo da tarifa no patamar igual ou inferior ao atual, para que se force a prefeitura a desenvolver e investir em alternativas de financiamento justas, ao mesmo tempo em que se faça uma rediscussão da operação do transporte, tudo através de uma discussão popular.
Acreditamos que o CONGELAMENTO definitivo será o mote para a discussão popular do Tarifa Zero, norteando-se pelo PPPop-TZ.
A população está convidada a protagonizar nesta luta, para desta forma conhecer o projeto que a prefeitura e as corporações cartelizadas lhe ocultaram.
* R$ 1Bi = 1.000 milhões

Anúncios
Nota | Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s