2º Ato Contra o Aumento da Tarifa em São José dos Pinhais.

images

Nesta quinta-feira dia 17 de abril ocorreu o 2º Ato Contra o Aumento da Tarifa em São José dos Pinhais, marcado para as 18 horas no terminal Afonso Pena e sendo organizado pelo Coletivo de Luta Pelo Transporte Público, recebeu apoio do Movimento Passe Livre Curitiba, Basta Corrupção, Sindicatos e estudantes secundaristas e independentes. O ato teve grande apoio popular. Mesmo com a tentativa da PM e GM em desmobilizar, os estudantes resistiram com gritos de ordem contra o aumento da tarifa, ocuparam o Terminal Afonso Pena de forma a promover o Catraca Livre, ação direta apoiada e aderida pelos trabalhadores que voltaram para casa de passe livre neste dia de luta. O movimento popular manifestou sua indignação também frente as péssimas condições do transporte coletivo, a defasagem salarial de seus trabalhadores, além de denunciar as manobras politiqueiras que garantem o lucro do monopólio e a repressão policial para defender interesses desta máfia.A revogação do aumento foi exigido (de R$3,10 para R$2,90) assim como o compromisso do prefeito Luis Carlos Setim pelo Congelamento Permanente da tarifa do transporte coletivo de São José dos Pinhais.

Após a passeata, que interceptou a via aos arredores do terminal, a manifestação voltou para o ponto inicial de concentração onde uma assembléia foi organizada para discutir as próximas ações do grande coletivo.

  • O CLTP promete voltar às ruas dia 22/04 às 9 horas da manhã na Câmara Municipal de Vereadores e ainda no mesmo dia, a partir das 18 horas, concentração em frente ao Shopping São José dos Pinhais.* *

São José dos Pinhais sofre com o descaso do poder publico há décadas, que permite que um monopólio fique a frente do transporte da cidade, lucrando milhões e oferecendo a população um péssimo serviço. Além de ônibus lotado e sucateamento da frota, os trabalhadores sofrem com a falta de integração total com a capital, o que o faz pagar duas ou mais passagens para chegar a seu destino, seja para trabalho, estudos ou lazer.

Não nos importa o motivo pelo qual a integração vem sendo ameaçada pelos gestores de Curitiba e S.J.Pinhais. Nos importa que nosso direito de ir e vir, o direito à cidade e à seus serviços sejam respeitados, e que para isso quem se beneficia com os deslocamento dos trabalhadores sejam onerados.

A luta na cidade é a mesma que em todas as cidades do país, contra a oligarquia e cartéis que comandam o transporte, transformando em mercadoria o que deveria ser publico. A revogação e o congelamento permanente é apenas o primeiro passo do movimento social na luta pelo Tarifa Zero universal, mas este apenas virá com o protagonismo popular, sendo tod@s convidad@s a compor esta luta, a construção por um transporte de qualidade e gratuito. Amanhã Vai Ser Maior…

Vídeo da manifestação:

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s