CURITIBA: LIBERDADE JÁ AOS PRESOS PELO ESTADO DE EXCEÇÃO!

Presos_Politicos

Neste momento, o parcialismo das informações dadas por emissoras e jornais de propriedade de algumas famílias tradicionais induz o ódio contra os manifestantes, exaltando apenas o patrimônio (vidros quebrados e lixo queimado), rebaixando manifestantes a “vândalos”. Sem qualquer escrúpulo, estas mídias anulam completamente o questionamento às vidas perdidas em obras da COPA, as famílias mutiladas, os despejos, os falsos legados, superfaturamentos, a violação legislativa e constitucional, etc… Tudo em prol de interesses econômicos da FIFA/Corporações e todo o negócio formado em torno dos megaeventos e do estado de exceção que só foi possível implantar graças a anestesia proporcionada pelas festividades da COPA e sua cobertura parcialista.

A informação OMITIDA é de que os manifestantes não foram presos por queimar lixo e quebrar alguns vidros, mas sim por tentar violar fronteiras de um ESTADO, um país. O Estado da FIFA e das megacorporações foi imposto inclusive fisicamente, através de zonas de exclusão onde ir e vir e outros direitos fundamentais são limitados por leis próprias que violam a constituição brasileira. Só que esta legislação de exceção extrapola inclusive a zona de exclusão no entorno dos estádios e sentimos que um estado de sítio virtual já está implantado: militares armados nas ruas, informantes à paisana infiltrados e repressão a quem ousa violar leis da FIFA/Corporações.

A única menina do grupo preso já está numa grande penitenciária, incomunicável. Os demais ainda estão em delegacia, presos em cela única, também incomunicáveis. Não há prisão especial nas leis de exceção criadas pela e para a FIFA. As prisões comuns no Brasil são precárias e violentas. A detenção segue sem previsão de soltura. A perspectiva é sombria: burocratas do MP-Ministério Público, concursados, preparados, bem pagos e bem alimentados farão o inferno da vida destas(es) jovens. É o mesmo MP incipiente contra as fraudes na licitação e contrato dos ônibus e que assimila despachos de um judiciário que age contra o interesse popular e até condena eventuais denunciantes. Esperamos que a Defensoria Pública, que demonstrou coragem em seu posicionamento inicial (e que já sofre críticas despolitizadas), seja capaz de fazer frente ao desafio que se avizinha.

Repassamos a lista de camaradas presos no protesto da COPA em Curitiba (16.06). É importante frisar que em Curitiba não está havendo apoio ou sequer divulgação por parte da chamada “esquerda institucionalizada” ou “acadêmica”. Aliás, pelo contrário: o que se vê são posturas de diferenciação, onde estas fazem questão de salientar que integravam outros atos menos críticos. Para além disso, também está presente em alguns setores desta esquerda institucionalizada a postura de condenação antecipada. Para estes, fazemos um apelo: se não vão ajudar (como sempre), por favor não piorem a situação para si mesmos, pois o momento é de se provar os laços de confiança e entender quem são os verdadeiros companheiros de luta.

Lista de presxs pelo ESTADO DE EXCEÇÃO DA FIFA/CORPORAÇÕES:

– Thiago Henrique Santos Almeida

– Abner Arias Fugaça

– Patrick Lopes Augusto

– Cleyton Rapkiewicz Calisto

– Enzo Maschio Figueredo

– Guilherme Soares

– Lucas Nascimento Zilian

– Gabriel Pimentel Freitas

– Guilherme Graciolli

– Feliphe Fernandes de Barros

– Gessica Amanda Gaspar Ramos

ATUALIZAÇÃO 18.06/22:46h:
– TEMOS O INFORME DE QUE TODXS FORAM LIBERADOS MEDIANTE FIANÇA, PARA RESPONDER AOS PROCESSOS EM LIBERDADE.
– ALERTAMOS PARA O MÁXIMO CUIDADO, POIS OS PROCESSOS DE CRIMINALIZAÇÃO SEGUEM, COM REPRESSÃO E PRESOS EM VÁRIOS LOCAIS DO PAÍS.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

2 respostas para CURITIBA: LIBERDADE JÁ AOS PRESOS PELO ESTADO DE EXCEÇÃO!

  1. Pingback: LabourNet Germany: Treffpunkt für Ungehorsame, mit und ohne Job, basisnah, gesellschaftskritisch » Proteste an jedem Spielort – Polizeirepression auch. Geschäftemacher sowieso

  2. Pingback: 25 manifestantes são investigados com base em lei da ditadura no Brasil · Global Voices em Português

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s